O Primeiro blog dedicado à Viação Águia Branca.

Viação Salutaris - Grupo Águia Branca

Com 0 Comentario




                                                            História


 Em meados da década de 40, o Brasil tinha sua economia baseada na cultura do café, a indústria ainda era um sonho. A população de não passava de 45 milhões de pessoas, ainda vivia na zona rural, não fabricávamos carros, caminhões, ônibus ou componentes para abastecer veículos particulares. Por isso, o transporte coletivo surgia como opção.

Apesar de bem sucedido em seu negócio, uma estância de lenha na cidade de Petrópolis, o senhor Sebastião Moel percebeu que a utilização do gás para consumo doméstico diminuiria drasticamente o mercado e a capacidade do seu negócio. Era hora de mudar de ramo. No dia 13 de janeiro de 1945, Sebastião Noel adiquiria a Viação Salutaris, uma pequena empresa de ônibus em Três Rios, Rio de Janeiro. Seu nome deve-se a uma instância de água existente na cidade de Paraíba do Sul, chamada Salutaris, de propriedade de um comerciante português.


Na época da aquisição, a Viação Salutaris contava com as linhas para Paraíba do Sul, Três Rios e Petrópolis. Em 1946 implantou a linha Paraíba do Sul ao Rio de Janeiro e no ano seguinte, 1947, entram em operação as linhas São José do Rio Preto à Petrópolis, Três Rios à Além do Paraíba e Três Rios à Areal. Os anos 50 foram dourados para a ampliação do negócio da Viação Salutaris. O contexto de crescimento que o Brasil experimentou nesse período refletiu no crescimento da empresa.

                                                                      

A crise política dos anos 60 não impediu que a Salutaris contasse com uma expansão em suas linhas. No ano de 1965 ampliou suas linhas com a aquisição da primeira linha de grande percurso, de Petrópolis a São Paulo. Quatro anos mais tarde incorporou a Viação Águia D'Ouro, assumindo o controle da linha de São Paulo a Ponte Nova (MG). Após essas aquisições, a empresa passou a operar nos principais estados da região sudeste: Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro.

O Milagre Brasileiro, o plano econômico dos militares, possibilitaram que a Salutaris experimentasse um grande crescimento na década de 70. Adquiriu-se mais uma empresa de ônibus, a Auto Ônibus Friburguense, que operava a linha Nova Friburgo ao Rio de Janeiro, em 1972. Conquistaram, também, outra linha de longo percursos, ligando São Paulo á Vitória da Conquista, pela aquisição da empresa Viação Vera Cruz, com 50 ônibus. Houve também investimento na garagem, com a construção de uma nova sede, em Barão de Angra.

Nos anos 90, o programa de qualidade total foi inserido na rotina da empresa, que permitiu desenvolvimento de algumas áreas e rotinas da empresa, mesmo não explorando todo seu potencial.

A Salutaris contou com o reconhecimento de alguns de seus processos por entidades organizadas, como grupo de Profissionais de RH de Petrópolis, que premiou a empresa por duas vezes, em 1999 e 2001. A revista exame, em seu anuário As 100 Melhores Empresas para se Trabalhar, reconheceu o ambiente de trabalho da Salutaris nos anos de 2001 e 2002.
Em 2003, a Salutaris é adquirida pelo Grupo Águia Branca, passando a integrar a Unidade de Passageiros. Em 2005, aplicou-se à frota da empresa uma nova programação visual, desenvolvida pelo designer Hans Donner.

+1

0 comentários:

Postar um comentário

Comente Sobre a Postagem

Postagens populares